CONTACT INFORMATION

Press Release

MAIORIA DAS EMPRESAS DO SETOR SEGURADOR PRETENDE MANTER O NÚMERO DE COLABORADORES EM 2021

 

  • 67% das seguradoras em Portugal pretende manter o número de colaboradores no ano de 2021. Em 2019, a previsão de manter o número de colaboradores em 2020 era de 56%;
  • Cerca de 67% das empresas revela atribuir Incentivos de Longo Prazo a alguns dos seus colaboradores;
  • 71% das empresas concede subsídio escolar para apoio à educação dos filhos dos colaboradores. O subsídio de creche é oferecido por 43% das empresas.
  • O Automóvel é um benefício atribuído em 90% das seguradoras em Portugal.

Lisboa, novembro de 2020 – A Mercer desenvolveu em Portugal o estudo Total Compensation – Setor Segurador 2020, com o objetivo de aferir as tendências de políticas e práticas de compensação e benefícios deste setor. Entre as empresas presentes no mercado português, 10 integraram este estudo, tendo sido analisados 6.257 postos de trabalho.

Se em 2019 22% das empresas do setor manifestavam a intenção de aumentar o número de colaboradores em 2020, esta previsão desce para os 11% relativamente a 2021. A intenção de reduzir o número de postos de trabalho em 2021 está ao mesmo nível do que o setor perspetivava para 2020, 22%. Neste contexto, intenção perspetiva de manter o mesmo número de colaboradores cresceu de 2020 para 2021. Segundo os resultados apurados, 67% das seguradoras pretende manter o nº de colaboradores no próximo ano, face aos 56% apurados para 2020.

 

No que diz respeito aos Incrementos Salariais, os fatores que mais condicionam o Setor Segurador nesta atribuição são os Resultados Individuais do colaborador (89%), Grelha Salarial (78%) e os Resultados da Empresa (67%). Fatores como Antiguidade e o Nível Funcional são as caraterísticas menos influentes na atribuição do incremento salarial.

A tendência observada na amostra revela que a maioria das empresas pratica a revisão salarial uma vez por ano, sendo que 50% realiza no mês de abril, seguindo-se janeiro (20%) e julho (20%).

 

Marta Dias Gonçalves, Surveys Leader da Mercer, refere “ em 2020, fruto da inesperada situação de pandemia e dos seus impactos na economia, o número de empresas que manifestou a intenção de congelar os incrementos salariais não contratualizados de forma a não promover o aumento da massa salarial na sua estrutura de custos aumentou significativamente”.

 

Analisando a variação salarial face a 2019, observa-se que globalmente a variação foi ligeiramente positiva, embora numa análise por grupo funcional, seja possível observar que houve um aumento mais relevante para os grupos de Quadros Superiores, Chefias Intermédias e Direção Geral e uma variação negativa para os grupos de Diretores de 1ª Linha, Comerciais e Administrativos/ Operacionais.

Relativamente à Remuneração Variável,  a totalidade das empresas seguradoras refere que atribui remuneração variável em forma de Bónus Anual aos seus colaboradores. Os Incentivos de Vendas / Comissões são atribuídos em cerca de 56% das empresas inquiridas, neste casi tipicamente com uma periodicidade trimestral ou mesmo mensal.

 No que respeita aos Incentivos de Longo Prazo, 67% afirma atribuir esta tipologia de Remuneração Variável a alguns dos seus colaboradores. Face ao Mercado Geral, o setor segurador destaca-se neste ponto, uma vez que a prevalência dos Incentivos de Longo Prazo é de apenas 29% no Mercado Geral.

 

Benefícios

 

Complemento de Subsídio de Doença

 

A totalidade das empresas do Setor Segurador participantes no estudo concede aos seus colaboradores um Complemento de Subsídio de Doença. Das empresas que concedem este benefício, 88% refere que o montante de Complemento de Subsídio de Doença a pagar pela empresa representa uma percentagem do salário base líquido.

 

Cerca de 86% das organizações assegura o pagamento dos 3 primeiros dias de baixa não comparticipados pela Segurança Social.

 

Plano Médico

O Plano Médico é outro dos benefícios atribuídos por todas as empresas, com coberturas de Hospitalização, Medicamentos, Assistência Ambulatória e Próteses e Ortóteses, Estomatologia, Oftalmologia, Parto Normal e Cesariana.

 

A maioria das empresas (66%) refere que o Plano Médico atribuído cobre não só o colaborador, como também o cônjuge e filhos.

 

Seguros de Acidentes Pessoais

Das empresas analisadas, o estudo Total Compensation – Setor Segurador 2020 conclui que 60% atribui os Seguros de Acidentes Pessoais como um benefício para os colaboradores, 60% das quais com um capital seguro fixo.

 

Seguro de Vida

Todas as empresas analisadas concedem o Seguro de Vida como benefício aos seus colaboradores, concedendo coberturas complementares à cobertura de morte, como a de invalidez,morte em caso de acidente ou invalidez em caso de acidente

 

Planos de Pensões

Todas as empresas inquiridas no estudo revelam conceder planos de pensões a todos os seus colaboradores, sendo que 56% refere serem planos de Contribuição Definida, 22% de Benefício Definido e 22% admite ser um Plano Misto.  

 

Educação

No que respeita à Educação, , além da comparticiçaão assegurada por 22% das empresas relativamente à formação/ educação dos colaboradores, a mioria das empresas disponibiliza apoio relativamente à educação dos descendentes.

No que se refere ao subsídio escolar atribuído aos filhos dos colaboradores, 71% das empresas concede este benefício. Quanto ao subsídio de creche, o mesmo é oferecido por 43% das empresas.

 

Empréstimos / Adiantamentos

De acordo com o presente estudo, cerca de 40% das empresas admite conceder Empréstimos / Adiantamentos aos colaboradores, maioritariamente para situações de emergência, despesas de hospitalização , aquisição de viatura, habitação e outros (.

 

Política Automóvel

 Este é um benefício atribuído por 90% das empresas participantes no estudo Total Compensation – Setor Segurador 2020.

 

São elegíveis para este benefício todos os colaboradores  da Direção Geral/Administração ou Direção de 1ª Linha, assim como Chefias Intermédias e Comerciais com elegibilidade de 67% e 83%, respetivamente.

 

Do total das empresas que atribui este benefício aos colaboradores, 80% recorre a sistemas de leasing (contratos de aluguer).

 

Sobre o estudo

A amostra do estudo foi constituída por 10 empresas seguradoras, incluindo os principais players no mercado nacional.

 

O estudo Total Compensation – Setor Segurador 2020 surgiu da necessidade identificada pelas empresas do setor de aferiras políticas e práticas de compensação e benefícios , assim como de analisar a compensação para algumas funções específicas deste setor

 

Sobre a Mercer

A Mercer dedica-se a co-construir futuros mais brilhantes, através da redefinição do mundo do trabalho, da melhoria dos resultados em pensões e investimento e da promoção da saúde e bem-estar das pessoas. A Mercer tem mais de 25,000 colaboradores em 44 países e opera em mais de 130 países. A Mercer é uma subsidiária da Marsh & McLennan (NYSE: MMC), a empresa líder global em serviços profissionais nas áreas de risco, estratégia e pessoas. Com receitas anuais de 17 mil milhões de dólares (USD) e 76.000 colaboradores em todo o mundo, ajuda os seus clientes a navegar num ambiente cada vez mais dinâmico e complexo através das quatro empresas líderes de mercado: a Marsh, a Guy Carpenter, a Mercer e a Oliver Wyman.

CONTACT INFORMATION