Será que é a tecnologia que tem vindo a desafiar-nos no processo de transformação ou será que a nossa cultura pode atuar como um acelerador?

 

Algumas organizações que nos trouxeram mais disrupção como a Google, Airbnb, Uber e Netflix, reconhecem que a tecnologia mudou o mindset dos clientes, surgindo novas necessidades, expetativas e exigências por parte destes e, em simultâneo, a necessidade de parte destas organizações responderem e estarem à altura dessas exigências.

 

Porém, uma das coisas que estas empresas têm em comum é uma cultura em que a colaboração e o trabalho em equipa são fortemente incentivados.

 

Está comprovado que as organizações que promovem este comportamento diariamente têm 5 vezes mais probabilidade de obter um alto desempenho e ser mais bem-sucedidas.

 

Por vezes, a colaboração, tende a ser confundida com proximidade. É uma associação válida, mas, a verdade é que a colaboração é muito mais do que estar próximo.

 

Neste contexto atual, que estamos a vivenciar, inúmeras ferramentas que dão suporte à comunicação ganham relevância e ajudam a criar processos claros em torno da colaboração, que nos permitem continuar a desenvolver o nosso trabalho e contribuir ativamente para o negócio.

 

Mais do que nunca a colaboração ganha importância, obtendo um novo significado - a hipercolaboração. Este conceito traduz-se, no dia a dia, através de uma dinâmica ágil e acelerada em que as equipas estão constantemente conectadas, a cooperar, a trocar ideias e informação e a criar sinergias entre si.

 

 Quais são as principais vantagens da hipercolaboração?

 

  • Aumenta a agilidade e flexibilidade nas equipas.
    O conceito agile está relacionado com a capacidade de antecipar e responder eficazmente às mudanças que surgem. Assim, equipas hipercolaborativas são ágeis, estruturam o seu dia em sequências de atividades, permitindo-lhes trabalhar com mais velocidade, monitorizando o progresso e ajustando os fluxos quando necessário.

    Geralmente, envolve práticas como brainstormings, pitch and shares, reuniões de ponto de situação, peer reviews e retrospetivas, alterando o modo de trabalho (individual ou em pares) conforme a exigência da tarefa.

 

  • Acelera a tomada de decisão e a resolução de problemas
    A hipercolaboração faz com que as equipas se tornem mais fluídas e que desenvolvam entre si a capacidade para tomar decisões e rapidamente antecipar dificuldades, ponderando em alternativas criativas, o que torna este processo mais eficaz e mais estimulante para todos.

 

  • Promove a inovação e criatividade
    Inovação, criatividade e inspiração são palavras-chave para a humanização dos processos. A prática da hipercolaboração a favor da inovação permite através da interação de diferentes indivíduos, com diferentes backgrounds e realidades, estimular discussões que originam novas ideias, podendo estas ser conceptualizadas e fazer a diferença na organização e no mercado.


Este conceito veio para ficar! Mais do que o foco na tecnologia, as organizações começam a perceber que uma mudança de shift na direção de uma cultura hipercolaborativa pode ajudar a impulsionar e a acelerar a inovação necessária para conseguirmos acompanhar as constantes transformações internas e externas. 





Beatriz Marques
Senior Consultant de Career

Contacte-nos

Contacte-nos caso tenha alguma questão. Prometemos entrar brevemente em contacto.

*Campo Obrigatório