Os benefícios para os colaboradores são um fator importante numa estratégia de RH, com um contributo muito relevante na atração e retenção do melhor talento, enquanto apoiam as pessoas nos momentos mais importantes das suas vidas. Com a pandemia, as organizações foram forçadas a reavaliar a sua oferta em benefícios, de forma a garantir que estes cumpriam o seu propósito. Muitos gestores reconheceram a importância dos benefícios e da tecnologia associada na melhoria do bem-estar, do compromisso e da lealdade dos seus colaboradores.

 

O nosso estudo ‘The age of adaptability: A digital-first approach to benefits in a post-pandemic world’ identifica que 26% das organizações aumentaram consideravelmente os seus gastos com benefícios em consequência da COVID-19. Por outro lado, quase três quartos (72%) das organizações registou um aumento desde o início da pandemia.

 

Este poderá não ser o resultado que todos esperavam – afinal de contas, muitos dos colaboradores estavam em lay-off ou de baixa médica. Mas num mundo em constante competição pelo talento, enquanto milhões de pessoas procuram novas oportunidades – as organizações estão a reconhecer o valor real dos benefícios para oferecer propostas de valor mais competitivas aos seus colaboradores durante estes tempos desafiantes.



Uma maior percentagem do salário base

Os custos com benefícios continuam a representar uma parte significativa das despesas com colaboradores. Em termos de percentagem do salário, um terço das organizações (33%) gastam mais de 20% do salário base em benefícios. Quase tantos (29%) gastam entre 21% e 25%, e um em cada 10 gasta mais de 25%.

 

Com uma percentagem tão elevada dedicada a benefícios para os colaboradores, as organizações começam a sentir um aumento do escrutínio sobre como esse dinheiro é gasto. Quase todos os departamentos de RH e responsáveis pela gestão de benefícios que participaram no estudo (88%) sentiram um aumento do interesse em benefícios por parte da gestão de topo. Este é um passo em frente. Claramente os responsáveis de negócio precisam de ter uma abordagem mais proactiva na sua estratégia de benefícios.

 

Contudo, se quiserem tirar partido dos seus benefícios e justificar o seu ROI, precisam de tecnologia adequada para criar uma oferta robusta que vá ao encontro das necessidades dos seus colaboradores. Muitas organizações estão a fazer justamente isso – o nosso estudo aponta que 50% do budget geral de RH está este ano alocado a tecnologia. Mais de três quartos (76%) afirmam que a pandemia influenciou o seu investimento em tecnologia com foco particular na compensação e benefícios, bem como em saúde digital e bem-estar.



Precisa de um acesso rápido e fácil

O que pensam os seus colaboradores do seu plano de benefícios? Mais de metade (57%) afirmam que estes os fazem sentir um membro importante da equipa, indicando assim que o investimento em benefícios está diretamente relacionado com a proposta de valor para as pessoas.

 

Contudo, nem todos os colaboradores reconhecem o seu valor. Com 33% a concordar ou concordar fortemente com a afirmação de que não sabem o custo dos seus benefícios, concluímos que as organizações precisam fazer mais para comunicar às suas pessoas os benefícios que são disponibilizados. A tecnologia é fundamental para que tal aconteça, permitindo que os seus colaboradores consultem e uufruam dos seus benefícios a partir de qualquer lugar.

 

Este nível de flexibilidade era importante na pré-pandemia, mas atualmente é praticamente obrigatório num ambiente de trabalho altamente diferenciado. Com organizações a adotarem políticas de trabalho híbrido -  e algumas a permitirem que os seus colaboradores trabalhem totalmente de forma remota – os colaboradores precisam de aceder e utilizar os seus benefícios de forma fácil e ágil, independentemente de onde estejam a trabalhar.



Apoiar o talento com os melhores benefícios

Os benefícios para os colaboradores e a tecnologia associada já não são as franjas de RH – eles estão agora nas agendas corporativas e têm um lugar à mesa. A gestão de topo está a levar este tema muito a sério e a investir em tecnologia para dar aos colaboradores a melhor experiência possível. Este é, afinal de contas, um investimento significativo. Se as organizações vão investir em programas de benefícios, precisam de saber também que este investimento irá converter-se em valor real para os seus colaboradores e para o seu negócio.



viva360: Benefícios para todos,

em qualquer lugar

Conheça a nossa plataforma de Benefícios Flexíveis

 

O bem-estar físico, financeiro, psicológico e social dos seus Colaboradores
geridos numa única plataforma


Fale com um especialista da Mercer

Contacte-nos para mais informações.

*Campo Obrigatório