Fill 1 Created with Sketch.
A pandemia ensinou-nos que é vantajoso mantermo-nos saudáveis, mas também que cuidar da saúde e bem-estar dos colaboradores não só é produtivo como é economicamente vantajoso.
Fill 1 Created with Sketch.

Kristin M Parker, PhD, MPH

Global & US Health Management Leader

Mercer Marsh Benefits


Construir uma estratégia sobre os quatro pilares do bem-estar

Desde o início da pandemia que a saúde e bem-estar dos colaboradores ganhou destaque na agenda das organizações. As empresas reconhecem agora que cuidar das suas pessoas promove a produtividade e é economicamente eficiente.

 

Esta mudança destacou a importância de os profissionais ligados à gestão de benefícios, trabalharem em conjunto com outras áreas tais como saúde e segurança ocupacional, gestão de risco, aquisição de talentos e os Recursos Humanos (RH), de forma a criar uma abordagem holística sobre o bem-estar.

 

Para ser eficiente, o bem-estar deverá assentar numa estratégia que integre a gestão dos benefícios, o compromisso dos colaboradores e a cultura da organização, em vez de numa lista de estratégias individuais.

 

Estratégias de bem-estar robustas incluem os quarto pilares – saúde física, emocional, social e financeira – que influencia o sentimento de propósito das pessoas, aumenta a felicidade e promove a saúde.

 

Estratégias de bem-estar beneficiam não só as organizações, como também os colaboradores e por consequência a sociedade. 


O objetivo é criar uma estratégia robusta que possibilite uma melhor saúde ao mesmo tempo que aumenta o retorno na forma de produtividade, compromisso, retenção e confiança.

Faça o download da nossa perspetiva e saiba como criar e rever a sua estratégia de bem-estar e o seu enquadramento