Já a pensar na reforma e numa forma de melhorar a sua pensão, sem um grande compromisso? O PPR pode ser a solução ideal a pensar nos seus interesses.

 

O que é?

Um PPR – Plano Poupança Reforma destina-se a quem deseja poupar para a reforma, mantendo a possibilidade de resgatar o dinheiro antes de se reformar.

Como funciona?

Poupar através de um PPR é muito simples. Basta comprar unidades de participação do PPR que estão associadas a uma carteira de investimentos, através da qual são adquiridas ações e obrigações.

 

Se for um PPR financiado por um fundo de pensões, as regras de investimento estão em conformidade com as regras definidas pela autoridade de supervisão de seguros e fundos de pensões (ASF).

 

Em relação ao dinheiro acumulado na conta de cada participante, este corresponde às contribuições feitas com a compra de unidades de participação, assim como ao retorno obtido pelos investimentos da carteira.

Condições de resgate

O resgate do PPR pode ser feito:

 

  • No momento da reforma, ou a partir dos 60 anos se as contribuições tiverem mais de 5 anos
  • Incapacidade permanente para o trabalho, desemprego de longa duração ou doença grave
  • Em caso de morte
  • Como pagamento de prestações de crédito habitação

O PPR pode ser também resgatado a qualquer momento fora das condições legais apresentadas, sendo nesse caso sujeito a tributação.

Quais as vantagens?

Os PPRs permitem a dedução fiscal no IRS e, no caso de o dinheiro ser resgatado dentro dos critérios legais, têm uma taxa de imposto sobre as mais-valias mais baixa que os restantes produtos de aforro. Face aos fundos de pensões, têm a vantagem de poder resgatar o dinheiro antes da reforma (embora com tributação aplicável nesse caso).